Os principais erros na gestão de redes sociais e como evitá-los

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

Os principais erros na gestão de redes sociais e como evitá-los

Muitos comércios usam em suas estratégias as redes sociais, isso porque elas são de grande ajuda para que as metas sejam alcançadas. Sendo assim, para que tudo seja feito corretamente é preciso que haja uma gestão de redes sociais correta. 

Logo, é preciso dar uma atenção especial para esse recurso, de modo que as plataformas sejam usadas adequadamente, isso quer dizer que se usadas de modo errado, ao invés de ajudarem na estratégia, elas podem atrapalhar. 

Por isso, é necessário se atentar aos detalhes, ao planejamento, à organização e tudo o que é produzido para esses meios, principalmente, para que os resultados sejam positivos.

Entenda a importância de inserir as redes sociais na estratégia

É fato que hoje em dia para que um estabelecimento tenha sucesso nas suas estratégias ele deve estar presente nos meios digitais, isso porque lá ele consegue estabelecer uma comunicação com o seu público.  

Já se foi o tempo que as redes eram usadas somente para entretenimento. Inclusive, após um tempo de sua criação, estabelecimentos passaram a enxergar elas também como um local que poderia ser inserido no seu planejamento. 

Sendo assim, esse virou um local para que as marcas pudessem usar como maneira de criar um envolvimento com as pessoas interessadas no seu conteúdo, além de ser um local também para medir métricas. 

Por isso, aqueles que desejam melhorar o desempenho da sua estratégia devem inserir as redes sociais e usufruir dos seus benefícios, como:

  • Divulgação de serviços e produtos;
  • Divulgação de conteúdo;
  • Conhecimento do público;
  • Reconhecimento.

O primeiro benefício que uma loja consegue ao inserir as redes sociais no seu planejamento é a possibilidade de aumentar o número de pessoas que conhecem os seus serviços ou produtos. 

Isso pode ser feito por meio das postagens que ajudam na divulgação, mas não significa que as redes vão ser usadas somente para a divulgação, até mesmo porque se for somente isso, o efeito pode ser o oposto. 

É preciso que a página também produza materiais que não sejam somente de divulgação e sejam conteúdos do interesse das pessoas que são atingidas pela página. Sendo assim, se consegue dar visibilidade também para essas produções que agregam ao comércio. 

Além disso, essa é uma ótima forma de conhecer o público, principalmente, pelas interações, comentários e trocas que são feitas por esses canais, assim é possível que os administradores conheçam melhor quem são as pessoas que eles atingem. 

Essa pode ser mais uma solução alternativa para aqueles que usam pesquisas de clima organizacional, afinal é possível ter contato direto com o público.

Ou seja, você pode medir o que mais chama a atenção e quais são os formatos que mais agradam os indivíduos. Isso permite que o planejamento seja aperfeiçoado.

Por fim, estar presente nesses canais ajuda para que o comércio seja reconhecido. Inclusive, tendo o perfil, você já rompe uma barreira e fica mais próximo para que todos os usuários daquela rede social conheçam você. 

Veja quais são os principais erros e como evitá-los

Pensando que as redes são muito importantes para que um comércio atinja os seus objetivos, é preciso que o planejamento seja feito corretamente e não haja erros. Por isso, separamos alguns erros comuns, bem como dicas para evitá-los.

Não ter planejamento

Essa é a primeira ação para que a gestão seja feita de forma adequada, isso porque sem o planejamento todos os resultados que o comércio deseja alcançar podem não ser conquistados. 

O planejamento ajuda na organização e na forma como as ações serão realizadas, aqui é possível que os administradores vejam quais serão os momentos que terão publicações para divulgar mercadorias e em quais serão conteúdos diversos. 

Portanto, para evitar que isso aconteça, é imprescindível que antes seja elaborado um plano que preveja quais serão as publicações. Ele deve ser feito pensando em que é o público do comércio, além de pensar em questões como na linguagem e no conteúdo. 

Se feito de uma forma errada, os resultados que serão conquistados não serão os desejados, por isso tudo deve ser alinhado e direcionado para o público. Por isso, uma administradora de condomínios, por exemplo, deve prestar atenção no seu planejamento.

Poucas informações

O perfil da sua rede social deve ser completo, contendo todas as informações, isso porque se você for uma página e o consumidor quiser saber mais informações e não encontrar, ele se sentirá frustrado e poderá desistir de concluir a compra. 

Por isso, certifique-se que o seu perfil tenha nome, endereço do site, telefone, foto e todas as informações que são precisas para que o indivíduo consiga se informar, bem como para que, no caso de loja, eles possam finalizar as compras. 

Desse modo, uma empresa que realiza curso de operador de empilhadeira deve ter o seu perfil completo, para que os visitantes tenham todas as informações que precisam para consumir os produtos. 

Não interagir

Diferentemente de outros meios, as redes sociais permitem que os estabelecimentos consigam se envolver com os seus internautas, isso quer dizer que nos comentários é possível interagir. 

Ademais, nas redes, como o Instagram, existem diversas ferramentas que ajudam nesse quesito. Uma delas é a caixa de perguntas, onde os seguidores respondem alguma coisa que foi perguntada, pode ser dúvidas, reclamações, dentre outras possibilidades.

Sendo assim, as próprias plataformas criam maneiras para que os seus seguidores se envolvam com a marca. Logo, não interagir é um fator negativo para o público que percebe que o perfil não se importa, principalmente, porque tudo é feito publicamente.  

É claro que em muitos casos não é possível responder todos os comentários, há postagens que têm milhares de respostas e fica impossível para a marca interagir. Desse modo, responda pelo menos alguns em cada publicação.  

Assim, responda os comentários agradecendo ou tirando as dúvidas que surgirem para que essa seja uma atitude bem vista pelo público. Nesse sentido, uma empresa de tradução juramentada deve sempre tentar se envolver com os seus clientes por meio das redes. 

Postar somente conteúdo de divulgação

É claro que um dos principais objetivos de um comércio é aumentar as suas vendas, porém para os seguidores não é agradável ver somentes postagens com esse intuito. É importante que o perfil não seja visto como um shopping. 

Os indivíduos usam as redes com a principal finalidade de acompanhar os seus amigos e procurar por conteúdos de entretenimento, por isso, é preciso que as postagens também tenham uma outra perspectiva. 

Desse modo, faça publicações de divulgação junto com outras que possam oferecer dicas e curiosidades, procure postar materiais que sejam úteis para os seus consumidores. 

Nesse sentido, por exemplo, uma fábrica de manutenção de geradores deve pensar em outros tipos de materiais para serem compartilhados em suas páginas, para que os seus seguidores vejam produções além de mercadorias. 

Estar em todos os lugares

Há muitas redes disponíveis para que os estabelecimentos usem em suas táticas, porém não há a necessidade de que o comércio esteja presente em todas elas. 

Além disso, antes de criar a página, é essencial que seja feita uma análise de qual é o público-alvo, assim, pode-se saber em quais redes eles estão mais presentes. Dessa forma, você pode focar nelas e desenvolver um trabalho de excelência nessa rede. 

Por isso, não faça o perfil de um estabelecimento em todas as redes, mas sim naquelas que fazem sentido para o seu comércio e para os seus seguidores. Assim, você pode fazer o planejamento correto. 

Sendo assim, uma empresa de segurança patrimonial precisa verificar quais são as redes que o seu público usa, para que ela crie um perfil nessa rede, sem a necessidade de ter um perfil em todas.

Não analisar as métricas

Um grande erro que os estabelecimentos cometem é não analisar os dados das suas ações nessas redes. Inclusive, plataformas como Instagram e Facebook oferecem as próprias métricas dentro da plataforma. 

Mostrando como está o engajamento e quais são as melhores publicações, dentre outras informações. Por isso, se não houver essa investigação, não tem como identificar onde estão os erros e o que precisa ser aperfeiçoado. 

Por isso, para que a estratégia dê certo, os serviços de contabilidade devem se atentar para as métricas das suas ações nas redes. 

Não usar post patrocinados

Não patrocinar as suas publicações, significa limitar o seu conteúdo apenas para o público que segue você, logo, você deve fazer posts nessa modalidade para que as suas produções cheguem a um número maior de indivíduos. 

Nesse sentido, cada rede social tem a sua plataforma para realizar essas publicações e se tratando de orçamento esse valor é definido de acordo com o que você deseja gastar. Sendo assim, pode-se gastar muito dinheiro ou pouco. 

Desse modo, o planejamento de uma contabilidade para empresas deve usar posts patrocinados para que seja possível atingir diversas pessoas. 

Com o texto de hoje, foi possível perceber, ainda mais, como as redes devem ser bem geridas, além de como erros básicos devem ser evitados, principalmente, visando o crescimento e fortalecimento da marca. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Assine nossa Newsletter

Fique por dentro das novidades do mundo digital.

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email