Saiba quais são as principais tendências do marketing digital

Saiba quais são as principais tendências do marketing digital
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

Saiba quais são as principais tendências do marketing digital

Toda empresa e todo empreendedor precisa reconhecer a importância do marketing digital no mercado de hoje, bem como dominar as principais tendências e estratégias que podem trazer os melhores resultados.

Assim como nenhuma marca jamais conseguiu prosperar sem algum tipo de publicidade e divulgação (fosse a simples panfletagem local ou os anúncios mais caros como os de televisão), hoje também é imprescindível estar em dia com a realidade da internet.

De fato, vivemos uma época em que um youtuber pode gerar mais tráfego e plateia do que uma emissora televisiva em seu horário nobre, falando sobre questões práticas como troca de óleo para motos, ou sobre política, conselho nutricional e daí em diante.

Naturalmente, com essa mudança tão disruptível, há muitos conceitos e novidades que precisam ser aprofundadas.

Nosso foco aqui será a prática e não tanto a teoria. Contudo, é preciso dizer que, no campo conceitual, a maior diferença que se deu foi a do comportamento das Gerações Y e Z, nascidas, respectivamente, de 1980 em diante e do ano 2000 para cá.

Essas pessoas tiveram um forte impacto da internet em sua própria educação. Com isso o consumidor passou a ter acesso a muito mais informações, a debater e discutir muito mais, e com isso se tornou mais exigente e antenado do que as gerações anteriores.

As marcas que sabem se posicionar no mercado conseguem transformar esse novo consumidor em alguém mais engajado. Porém o risco das que não conseguem se reinventar é perder cada vez mais mercado.

Não há exagero em afirmar que hoje as marcas precisam “entregar o que prometem”. Ou seja, que as empresas precisam de uma cultura organizacional muito bem firmada, de equipes e colaboradores envolvidos, e de boas estratégias de marketing.

Aí é que entra o papel do marketing digital conforme será abordado aqui. Afinal, colocar um site institucional no ar já não é o bastante, assim como ter um blog desatualizado ou mal ranqueado nos buscadores também não adianta.

Então, como inovar de verdade, impactar o seu público-alvo de modo realmente promissor e, assim, se tornar uma referência dentro da esfera digital? Se você quer entender melhor essa questão, siga conosco até o fim da leitura.

Por dentro dos grandes motores de busca

Não é possível falar sobre crescimento na esfera do marketing digital sem falar nos motores de busca, seja pela via do SEO (Search Engine Optimization) ou otimização de páginas, seja pela via dos links patrocinados ou anúncios pagos.

Os buscadores mais utilizados no Brasil são os do Google, do Bing e do Yahoo. Porém o Google concentra mais de 95% das buscas realizadas, segundo dados da própria gigante Google Inc.

Nem é preciso ser especialista na área para perceber que cada vez mais as pessoas pesquisam todo tipo de coisa nesses motores de busca, desde trabalhos escolares, dicas de passeio e entretenimento, até empresas, despachantes, cartórios e afins.

Assim, quando alguém busca algo como vistoria de transferência, as primeiras páginas indicadas pelo buscador certamente serão as mais acessadas. Por isso esta é uma das maiores tendências de marketing digital para os próximos anos.

Para aparecer segundo o SEO, as páginas precisam cumprir alguns requisitos ou atender os algoritmos dessas plataformas.

Os padrões são muitos e inclusive podem mudar com certa frequência, de modo que é difícil acompanhar dia a dia essa questão. O fundamental é saber que a originalidade do conteúdo e sua relevância sempre estão entre os principais requisitos.

Por isso, o indicado é ter um conteúdo que nunca faça nenhum tipo de plágio, e ao mesmo tempo se mantenha atualizado para gerar materiais realmente relevantes, que agreguem algo ao seu público, de modo que logo você se torne uma referência na área.

Ao tratar sobre vistoria ou laudo para transferência, é possível manter um blog com notícias sempre atualizadas, em dia com as alterações legais que são próprias dessa área. Com isso o ranqueamento será melhor.

No caso dos anúncios, que são os links patrocinados ou PPC (Pague-por-Clique), é possível impulsionar seus conteúdos por meio de créditos que são carregados e administrados de modo bastante intuitivo e prático.

A ideia dessas plataformas é que a maioria consiga anunciar e gerenciar suas campanhas, com alguma fluência de universo digital. Mas também é possível pagar para alguém prestar esse serviço mensalmente.

Os valores do clique podem variar bastante conforme o segmento. Mas basta lembrar que a cobrança é proporcional ao retorno, de modo que as empresas mais conectadas e preparadas sempre se beneficiarão bastante dessa estratégia.

Como dominar o espaço das redes sociais?

Outro universo em que a utilização de algoritmos é indispensável é o das redes sociais. Para alguns pode parecer óbvio que as elas sejam uma tendência indispensável, contudo é preciso saber como marcar presença nela.

De fato, algumas pessoas podem recorrer a qualquer meio de marketing digital sem nenhum preparo ou conhecimento prévio, e podem acabar se frustrando.

A verdade é que a internet é muito democrática, contudo, ela também tem suas regras próprias, tal como qualquer outro meio de marketing e divulgação anterior a ela.

Se a empresa trabalha com manutenção do kit GNV, por exemplo, é claro que a demanda e busca por essa solução é bastante grande. Porém, é preciso canalizar o seu público, pois o famoso “atirar para todos os lados” não costuma funcionar nesses casos.

Aí é que entra o papel da utilização de algoritmos. O Facebook foi a primeira rede social do mundo a utilizar esses recursos, como modo de garantir que as pessoas tivessem um feed de notícias que fizesse sentido para elas.

Realmente, tentar obrigar todos os usuários a verem todas as publicações é algo impossível; além do mais, seria inútil, pois cada grupo de pessoas tem seus interesses próprios.

Uma dica de ouro é a empresa definir muito bem sua persona e a persona do público. Ou seja, definir sua missão no mercado e identificar que tipo de pessoas pode ter interesse em suas soluções. As perguntas principais para isso são:

  • Que tipo de pessoas eu busco?
  • Qual o gênero que mais impacto?
  • Qual a idade média do meu público?
  • O que essas pessoas gostam de fazer?
  • Quais palavras-chaves elas mais digitam?
  • O que as incomoda nesse setor?
  • O que as encanta nesse segmento?

Afinal, não faria sentido você trabalhar com troca de óleo motor e só aparecer para pré-adolescentes que nem sequer dirigem ou têm carro, concorda?

Após definir as personas sua assertividade aumentará bastante. O modo de atingir os grupos certos no curto prazo é por meio de anúncios, tal como nos motores de busca.

Também aqui os algoritmos permitem que você seja encontrado pela pessoa certa na hora certa, pois essa é a função desses parâmetros.

No Brasil as redes mais indicadas são o Facebook, o Instagram e o Twitter; além do YouTube (que costuma ser classificado como uma “plataforma de compartilhamento de vídeo”, e tem vários traços similares aos de uma rede social).

As tendências mais disruptíveis do mercado

Há outras tendências que também giram em torno dos algoritmos, como o uso de atendentes virtuais e a pesquisa por comando de voz. Além, é claro, da famosa I.oT., que é a sigla para Internet of Things, ou Internet das Coisas.

A I.oT. nada mais é que o futuro das empresas, das residências e até mesmo das cidades como um todo. Sua proposta principal é centralizar o máximo de equipamentos e dispositivos nas plataformas on-line, permitindo um controle inaudito na humanidade.

Assim, uma indústria que fabrica vela de ignição para veículos pode centralizar sua fábrica em um país, e controlar os comandos mais estratégicos de outro continente.

Seja como for, o fato é que o marketing digital também precisará se adaptar e essa realidade. Afinal, sempre que a experiência e vivência do cliente é alterada, o marketing ou a publicidade precisam vir atrás.

Uma realidade que tem aproximado as pessoas desse tipo de revolução tecnológica é a dos atendentes virtuais e das pesquisas por voz. Os atendentes são conhecidos como chatbots, e é bem provável que você já tenha falado com um, sabendo ou não.

Talvez em algum marketplace você tenha tirado certa dúvida sobre o serviço de manutenção de vidros blindados, e um algoritmo programado tenha respondido para você, especialmente quando a dúvida é sobre valores, prazos e afins.

Esse mecanismo é mais simples do que parece, por isso é indicado que qualquer site ou blog lance mão desse recurso, como modo de já ir acostumando o seu público e, claro, você mesmo já ir se inserindo nesse universo.

As pesquisas via comando de voz também estão cada vez mais disseminadas.Dados identificaram que dentro de poucos meses, 50% das buscas serão feitas por voz, e não por escrita.

Ou seja, se a pessoa quer encontrar algo sobre tacógrafo digital, em vez de digitar essa palavra-chave, ela apenas aciona o microfone do celular ou do computador, e fala com a máquina.

Como essas pesquisas ocorrem eminentemente pelo celular, seu site precisa ser responsivo, ou seja, adaptado aos meios móveis, em termos de layout e de programação.

Ademais, os processos precisam encurtar: seu cliente quer agendar uma consulta, pedir uma refeição, resolver um problema qualquer; se ele lança um comando de voz, algo prático, mas encontra burocracia na empresa, ele sai e vai atrás de outra.

Com isso vemos como as tendências de marketing digital que mencionamos precisam estar no radar de todas as empresas e marcas desde já.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Assine nossa Newsletter

Fique por dentro das novidades do mundo digital.

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email