Saiba aplicar técnicas de SEO para vender mais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

Saiba aplicar técnicas de SEO para vender mais

 

Você já ouviu falar do SEO? A sigla refere-se ao chamado Search Engine Optimization, ou em português, otimização para os sites de busca. 

 

Quer dizer que a estratégia visa ajudar as páginas da web a obterem uma boa classificação em sites como o Google, Bing e Yahoo.

 

Só o Google recebe mais de 100 bilhões de pesquisas por mês, sendo considerado o maior buscador do mundo. 

 

Por isso, aparecer entre os primeiros resultados de busca é um dos grandes objetivos das empresas e lojas virtuais.

 

Assim, optar pelo SEO não é somente viável, mas também, a garantia de sucesso. Dados da pesquisa SEO Trends mostram que os e-commerces brasileiros que investiram na otimização conseguiram conquistar 13,2 vezes mais visitantes e 5,7 vezes mais clientes.

Como o SEO pode impactar as suas vendas online?

Cada empresa possui um objetivo específico, dentro do mercado de atuação. Um e-commerce especializado em produtos para marmoraria, por exemplo, pode ter como principal meta o aumento de rentabilidade, por meio da geração de vendas diretas. 

 

Já um blog pode visar o maior tráfego de visitantes e maior engajamento de usuários.

 

Seja qual for o objetivo do seu website, o SEO pode ajudar a conquistar espaço no mundo virtual, sendo capaz de aumentar a popularidade do seu blog, bem como o número de vendas no e-commerce e, ainda, contribuir para a geração de leads (potenciais clientes). 

 

O SEO contribui muito no que tange à conversão. Podemos compreender que a conversão na internet, diz respeito a ações de download, contato, envio de formulários, cliques em ícones, quantidade de visitas no site oficial, entre outros. 

 

Ou seja, é tudo que envolve o interesse do usuário no produto, serviço ou, até mesmo, conteúdo que a sua página oferece.

 

Por exemplo, ao buscar por dicas de como fazer solda em aço inox, o usuário pode se deparar com vários resultados de busca, incluindo blogs e sites de empresas que realizam o serviço. 

 

Assim, ao decidir em qual página clicar, o usuário passa pelo processo de conversão.

 

Considerando isso, o SEO é importante, pois melhora o ranqueamento do seu website nos buscadores e, como consequência, há maiores chances de conversão.

 

Segundo o Search Engine Journal, a primeira posição nos resultados de pesquisa orgânica no Google tem uma taxa de cliques de 34,36%. 

 

Além disso, cerca de 60% dos usuários dão preferência às três primeiras páginas que aparecem nos mecanismos de pesquisa.

 

De acordo com os profissionais de marketing, a técnica de SEO pode impactar, em 27% a mais, no lucro, desde que todas as estratégias sejam utilizadas de maneira eficiente e equilibrada.

7 dicas para aplicar técnicas de SEO no seu site de vendas

Para ter uma boa aplicação das técnicas SEO, é necessário focar em conteúdo. De nada adianta priorizar os algoritmos do Google e esquecer que os principais consumidores do seu material são os próprios usuários. 

 

Por conta disso, para impactar as suas vendas, o SEO precisa ser bem construído.

 

Neste artigo, vamos apresentar algumas 7 dicas de como aplicar as técnicas de SEO no seu website. Continue lendo!

1. Utilize as palavras-chave com coerência

O SEO tem como método principal o uso de palavras-chave ao longo de um conteúdo, em uma determinada quantidade de vezes. 

 

São utilizados os termos mais procurados nos mecanismos de busca, assim, quando um usuário digita no buscador, irá se deparar com o seu website.

 

No entanto, não adianta escolher palavras-chave populares, se o emprego delas não faz nenhum sentido no texto. 

 

Por exemplo, se o termo escolhido é “manutenção de geradores a diesel”, é fundamental construir um artigo coerente, que trate sobre o assunto, abordando as principais formas de analisar, verificar e corrigir falhas em um equipamento gerador.

 

Como apontado anteriormente, os seus consumidores são pessoas, não robôs do Google. Por esse motivo, deve-se oferecer um conteúdo relevante, de qualidade e informativo. 

 

Vale ressaltar que os próprios Google Bots consideram o aprofundamento do texto como parte integrante do SEO.

 

Para melhorar o ranqueamento, é preciso diversificar o uso de palavras-chave. Optar por termos de maior relevância na descrição e no decorrer do texto são estratégias que melhoram o posicionamento e, por consequência, atraem visitantes.

2. Construa títulos atrativos e criativos

No SEO, as palavras-chave principais devem aparecer no título do conteúdo. Mas, assim como no decorrer do texto, é fundamental elaborar uma frase atrativa, criativa e coerente. Afinal, antes mesmo de consumir o conteúdo, o leitor se depara com o título do material.

 

Assim, ao tratar sobre o assunto “manutenção de empilhadeira”, por exemplo, pode ser interessante elaborar um título: “10 dicas para a manutenção de empilhadeira”, ao invés de deixar somente o termo solto.

 

Para criar um título ideal em SEO, recomenda-se:

 

  • Pensar no título como uma ferramenta de propaganda;
  • Utilizar, no máximo, 55 caracteres;
  • Colocar a palavra-chave principal em destaque;
  • Evitar o uso de palavras desnecessárias.

 

Durante a construção do título, leve em conta que os verbos e substantivos são mais importantes e têm maior relevância.

3. Utilize palavras-chave na descrição de imagens

Os Google Bots realizam a leitura de textos e códigos, mas não de imagens. Contudo, isso não quer dizer que a técnica SEO é indispensável, quando lidamos com fotografias, desenhos ou ilustrações.

 

Por exemplo, ao tirar uma foto de um medidor de espessura de tinta, pode ser interessante colocar na descrição a palavra-chave principal, para que os robôs consigam perceber maior incidência do termo no seu conteúdo.

 

Ainda referente às imagens, os robôs também analisam a tag alt, ou texto alternativo, que é descrição que nomeia a foto. 

 

Nesse sentido, é recomendável evitar nomes genéricos, como “IMAGEM 01” e, ao invés disso, dar preferência às palavras-chave.

4. Não use conteúdos plagiados

Copiar conteúdos de outros sites, sem dar os devidos créditos, é considerado plágio. Além de ser antiético, a prática pode comprometer o posicionamento do seu site no Google, já que a página estará competindo com demais canais que possuem o mesmo texto.

 

Além disso, ao plagiar um conteúdo, a empresa perde a oportunidade de mostrar o seu diferencial. 

 

Por exemplo, uma indústria especializada em manutenção de ponte rolante pode alcançar maior autoridade no mundo digital, se produzir conteúdos que evidenciam as vantagens do serviço. Assim, é possível conquistar um número maior de leads.

5. Tenha uma boa meta descrição

A meta descrição, ou Meta Description, consiste em um resumo do conteúdo do seu site, que é apresentado ao leitor. Desse modo, o usuário já pode ter uma ideia sobre o tema do material e o assunto tratado.

 

Por exemplo, um texto sobre o desenvolvimento de projetos com clp pode conter uma meta descrição que informe os usuários o principal foco do artigo, como “saiba como fazer projetos e receba as principais dicas”.

 

O principal objetivo das metas descrições é atrair visitantes interessados no seu conteúdo. Isso porque em meio ao turbilhão de informações que aparecem na internet, é importante ter um espaço para diferenciar o seu site.

 

Apesar do Google confirmar que não utiliza as metas descrições como fatores de ranqueamento, vale pontuar que não preencher o resumo pode diminuir as chances de atrair leads, já que o intuito da Meta Description é convencer os usuários.

 

Nas estratégias de SEO, a meta descrição é pensada como o último detalhe do trabalho. 

 

Assim, se você está produzindo um artigo sobre retifica de motor, o essencial é construir todo o texto, analisar as técnicas de SEO, elaborar o título, as imagens e, posteriormente, pensar em uma meta descrição atraente e objetiva.

 

Importante ressaltar que a Meta Description tem 160 caracteres.

6. Faça uma boa densidade de palavras-chave

A densidade de palavras-chave, isto é, a quantidade de vezes que o termo aparece ao decorrer do texto, é de vital importância para o bom posicionamento do seu site – consequentemente, do aumento das vendas.

 

Sendo assim, o ideal é manter uma densidade entre 2% a 5%, dependendo do tamanho do texto. 

 

Por exemplo, artigos com 350 palavras podem requisitar um número máximo de termos (até 10), enquanto textos mais longos, há possibilidade de aumentar o número de palavras-chave.

7. Deixe as palavras-chave em destaque

O Google também identifica as palavras-chave quando estão em destaque. Por esse motivo, muitos textos optam pelo negrito ou pelo itálico, na hora de colocar os termos pesquisados.

 

Recomenda-se que a palavra-chave apareça em negrito ao menos uma vez, para chamar a atenção dos robôs buscadores, bem como dos usuários. 

 

No entanto, o excesso desses recursos pode impactar negativamente na experiência do leitor, com dificuldades de visibilidade e leiturabilidade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Assine nossa Newsletter

Fique por dentro das novidades do mundo digital.

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email